Site Autárquico de Vila Real de Santo António

Mapa do Concelho

PUBLICAÇÔES

Áreas Estratégicas

Áreas EstratégicasGabinete VRSA EmpregoEurocidade do GuadianaPrograma «Cuidar»

Arquivo Municipal António Rosa Mendes

 

 De acordo com as fontes existentes, o Juiz de Fora de Castro Marim teria lançado a primeira pedra no dia 17 de Março de 1774, dando assim inicio à (re)construção da Vila  de Santo António de Arenilha.[1]

 De acordo com as fonte existentes, a edificação do Torreão Sul, remonta aos finais de 1775, e destinar-se-ia à Companhia Geral do Alto Douro.

Os torreões são edifícios morfologicamente distintos na frontaria de Vila Real de Santo António e detêm um grande significado urbanístico por delimitarem a vila a norte e a sul, como se de “ guardiões” se tratassem.

Ocupam uma área quadrada de 60 por 60 palmos correspondente a meio quarteirão, sendo a restante área ocupada por quintais que servem de logradouros, delimitados por muros.

No que respeita à estrutura interior dos torreões, no primeiro andar recorreu-se à técnica construtiva do sistema de gaiola, muito utilizada na Lisboa pombalina.

 O edifício do Torreão Sul foi durante muitos anos pertença de particulares, servindo de habitação e local de comércio.

 Datam de 1978 as primeiras intenções de recuperar o edifício, já então para fins culturais.

A 20 de Novembro de 1987, a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, adquire o edifício do Torreão Sul.

 A 31 de Agosto do ano de 1999, foi assinado o acordo de colaboração entre o Instituto dos Arquivos Nacionais/ Torre do Tombo e a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, com vista á integração do Arquivo  Municipal de Vila Real de Santo António, na Rede Nacional de Arquivos.

 A recuperação e adaptação do edifício  para funcionamento do Arquivo Municipal, inicia-se em Outubro do ano 2000, segundo projecto  do Arquitecto Rui Figueiras.

A sua recuperação e restauração, de acordo com a traça original, tornam-no um precioso e belo documento histórico, que encerra também, no seu interior, boa parte da história do Concelho, preservada no seu acervo de documentos.

 

 [1] ANTT, Ministério do Reino, Mç 608.