Site Autarquico de Vila Real de Santo António

> Home > Notícias
Mapa do Concelho

PUBLICAÇÔES

Áreas Estratégicas

Áreas EstratégicasPrograma «Cuidar»Eurocidade do Guadiana

Município de VRSA reduz dívidas a fornecedores, aumenta património e diminui passivo

Município de VRSA reduz dívidas a fornecedores,  aumenta património e diminui passivo

21/04/2017

O município de Vila Real de Santo António apresentou, esta sexta-feira, os resultados da consolidação de contas 2016, tendo conseguido obter resultados positivos na quase totalidade dos indicadores.

Assim, em comparação com o período homólogo de 2015, o município aumentou o seu património em mais de 17 milhões de euros, tendo passado de um valor de 124 para 142 milhões de euros.

No campo das dívidas a fornecedores, a Câmara reduziu o seu passivo em cerca de 8 milhões de euros, honrando desta forma os seus compromissos e injetando liquidez na tesouraria e na economia local.

Na rúbrica dos resultados líquidos, destaca-se uma diminuição positiva de 4 milhões de euros, no caso da Câmara Municipal, registando-se ainda um contributo significativo da empresa municipal VRSA – Sociedade de Gestão Urbana, que passou de um resultado negativo de 1.958.680 € (2015) para um resultado positivo de 376.190 € em 2016.

Da mesma forma, a autarquia diminuiu em quase dois milhões de euros os gastos com Fornecimento de Bens e Serviços Externos, tendo as reduções de custos e perdas diminuído 3,5 milhões face a 2015. Em termos de perdas financeiras, a redução superou os 300 mil euros.

No balanço de 2016, merece ainda destaque o aumento de proveitos e ganhos que, face a 2015, totalizam um acréscimo de 456 mil euros, nomeadamente através das vendas e prestações de serviço do município a outras entidades.

Para Luís Gomes, presidente da Câmara Municipal de VRSA, «estes indicadores mostram a solidez das contas municipais, ao cumprir um dos principais objetivos deste executivo, que era regularizar e normalizar a situação económico-financeira da autarquia, respondendo de uma forma eficaz à situação conjuntural de crise que foi, aliás, o fator responsável pela redução das receitas municipais nos últimos sete anos».

Estas medidas juntam-se ao Plano de Contenção Financeira da Câmara Municipal de VRSA, em vigor há mais de cinco anos, que já permitiu uma poupança superior a 15 milhões de euros, resultado da aplicação de uma centena de medidas transversais a todas as divisões e setores da atividade.