Site Autárquico de Vila Real de Santo António

> Home > Notícias
Mapa do Concelho

Áreas Estratégicas

Áreas EstratégicasGabinete de Apoio ao Emprego Eurocidade do GuadianaAssociativismo

AVISO À POPULAÇÃO TEMPO FRIO - MEDIDAS PREVENTIVAS

AVISO À POPULAÇÃO TEMPO FRIO - MEDIDAS PREVENTIVAS

05/01/2021

De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê-se, de 05 a 07 de janeiro, tempo frio e vento, salientando-se:  Descida da temperatura mínima em todo o território do Continente, hoje (05JAN) e amanhã (06JAN), com valores entre - 4ºC e 8ºC e temperatura máxima que varia entre 5ºC e 17ºC;

  • SITUAÇÃO
    Situação Meteorológica:
    De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê-se, de 05 a 07 de janeiro, tempo frio e vento, salientando-se:
    Descida da temperatura mínima em todo o território do Continente, hoje (05JAN) e amanhã (06JAN), com valores entre - 4ºC e 8ºC e temperatura máxima que varia entre 5ºC e 17ºC;
    - Possibilidade de formação de neblina ou nevoeiro;
    - Possibilidade de chuva com congelação;
    - Formação de gelo e geada;
    - Possibilidade de neve nas terras altas (700/900 m), principalmente a sul do território, mais provável em S. Mamede. (06 e 07 de janeiro);
    - Desconforto térmico elevado, devido à descida da temperatura mínima e aumento da intensidade do vento.

 

  •  EFEITOS EXPECTÁVEIS
    - Face a este quadro meteorológico, poderão ocorrer os seguintes efeitos:
    - Intoxicações por inalação de gases, devido a inadequada ventilação, em habitações onde se utilizem aquecimentos com lareiras e braseiras;
    - Incêndios em habitações, resultantes da má utilização de lareiras e braseiras ou de avarias em circuitos elétricos;
    - Eventual formação de gelo em troços de estradas com ensombramento permanente;
    - Aumento do risco associado ao trafego rodoviário, quer pela queda de neve nas vias, quer pela formação de gelo;

 

  • MEDIDAS PREVENTIVAS
    A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) recorda que o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados, pelo que, e em particular nas zonas historicamente mais vulneráveis, se recomenda a observação e divulgação das principais medidas de autoproteção para estas situações, nomeadamente:
    A nível da proteção individual:
    - Que se evite a exposição prolongada ao frio e às mudanças bruscas de temperatura;
    - Manter o corpo quente, através do uso de várias camadas de roupa, folgada e adaptada à temperatura ambiente;
    - A proteção das extremidades do corpo (usando luvas, gorro, meias quentes e cachecol) e calçado quente e antiderrapante;
    - A ingestão de sopas e bebidas quentes, evitando o álcool que proporciona uma falsa sensação de calor;
    - Especial atenção com a proteção em termos de vestuário por parte de trabalhadores que exerçam a sua atividade no exterior, e evitar esforços excessivos resultantes dessa atividade;

Documentos para Download

AGENDA

PUBLICAÇÔES

Newsletter