Site Autárquico de Vila Real de Santo António

Mapa do Concelho

Áreas Estratégicas

Áreas EstratégicasGabinete de Apoio ao Emprego Eurocidade do GuadianaAssociativismo

CMPPI

Comissão Municipal de Proteção da Pessoa Idosa de Vila Real de Santo António

A problemática do envelhecimento populacional a que o concelho de Vila Real de Santo António vem assistindo nos últimos anos, alerta-nos para a necessidade de encarar a população idosa como um dos setores alvo de qualquer estratégia de intervenção.

A Rede Social de Vila Real de Santo António, no seu diagnóstico social, identifica um conjunto de problemas relacionados com a vivência quotidiana das pessoas idosas, nomeadamente insuficiente número de estruturas de apoio e constrangimentos ligados ao reconhecimento do seu papel, propondo a criação de espaços de proteção da terceira idade face a eventuais atentados aos seus direitos.

As entidades locais com competência na área social, dada a sua proximidade com as populações, são agentes privilegiados no âmbito da ação social, podendo implementar políticas que promovam o bem-estar dos seus munícipes mais idosos, por forma a que viver mais tempo não seja um fator de risco acrescido para a dignidade humana.

Nessa sentido, surgiu a necessidade criar a Comissão Municipal de Proteção da Pessoa Idosa de Vila Real de Santo António de forma a garantir proteção e cuidados às pessoas idosas do concelho que, por vezes encontram-se entregues a si próprios ou integrados em famílias não capacitadas para a satisfação das suas necessidades mais básicas.

 

A CMPPI tem como objetivos gerais:

  1. Proporcionar uma melhoria da qualidade de vida da pessoa idosa;
  2. Promover os direitos da pessoa idosa;
  3. Prevenir ou responder a situações suscetíveis de afetar a segurança, saúde ou bem-estar das pessoas idosas;
  4. Combater a exclusão social na população idosa;
  5. Manter a pessoa idosa na sua habitação e meio natural, em segurança.

 

O documento que visa regulamentar a constituição, organização e funcionamento da desta Comissão foi aprovado em Reunião de plenário do Conselho local de Ação Social, a 19 de setembro de 2019.